1 de jun de 2014

O Balão Teimoso


Era uma vez um balãozinho vermelho, era feito com papel fino como todos os balõezinhos de São João, mas não era como os outros balõezinhos que ficavam quietinhos, presos à corda, enfeitando as festas.

O  nosso balãozinho era muito teimoso. Quando queria uma coisa, queria mesmo e sabem o que ele queria?  queria subir "bem alto" no céu, longe do chão... como uma estrelinha... para ver lá do alto tudo aqui embaixo, bem pequeninho... e tanto ele sacudiu.... e tanto balançou que quando viraram ele já ia lá longe.

  
Aflitos, todos ficaram a chamar pelo balãozinho:
- Venha cá, balãozinho! Você não pode subir, você pode cair muito longe. Você pode provocar um incêndio. Venha balãozinho, volte...

O balãozinho nem ouvia, ele ia subindo tão depressa, tão depressa e ia observando as crianças lá  embaixo .... Continuou subindo, subindo.... no céu, as estrelas estavam todas ocupadas em brilhar para que a noite ficasse bem bonita e quando viram o balãozinho ficaram muito assustadas.

 mas... o que está fazendo um balãozinho de São João aqui no cèu? Será que ele não sabe que é proibido subir aqui em cima? vai ver que não sabia.... é mesmo e se ele cair?
As estrelas ficaram tão preocupadas que se esqueceram um pouquinho de brilhar e os astrônomos( os doutores em estrelas) ficaram pensando aqui na terra, que os vidros de suas lentes estivessem sujas..., mas as estrelinhas depois de pensar muito, tiveram  uma ideia brilhante, brilhante mesmo.... Sabe qual foi a ideia?

 Pediram ao vento para dar um empurrãozinho e esperaram ele chegar até bem perto delas.
Então as estrelinhas abraçaram o balãozinho, abraçaram com tanto amor e carinho que o balãozinho sentiu uma sensação diferente.  E agora? O que será que está acontecendo?



De repente ele percebeu o que havia acontecido. Ele virou uma estrela. Que felicidade o balãozinho sentiu. Finalmente seu desejo se realizou. Assim, o balãozinho passou a brilhar lá no céu, como uma estrelinha. E pode ver como as coisas na terra eram belas . como ele estava feliz?


FONTE:   Blog Alfabetizando - Iara Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário